Avaliação de desempenho dos colaboradores: por que é importante?

importância da avaliação de desempenho

A avaliação de desempenho dos colaboradores é uma importante estratégia no ambiente corporativo porque oferece a possibilidade de monitoramento da performance dos profissionais, da qualidade de execução de tarefas e dos resultados finais. Sem uma informação exata sobre o papel de cada um, fica difícil saber onde a equipe precisa melhorar, ou como reconhecer bons desempenhos.

Em empresas que fazem uso contínuo de métodos de avaliação de desempenho, percebe-se uma melhoria na produtividade, bem como mudanças de comportamento mais duradouras. Isso ocorre devido à oportunidade oferecida pela avaliação, permitindo a visualização dos impactos de certas ações no dia a dia e nos resultados do negócio como um todo.

Há muitas modalidades diferentes desse tipo de ferramenta. Por isso, neste conteúdo vamos mostrar os motivos pelos quais uma empresa precisa realizar a avaliação de desempenho de colaboradores e alguns métodos atuais e eficientes. Boa leitura!

Conhecimento sobre o perfil dos colaboradores

Por mais estranho que possa parecer, muitos líderes não fazem ideia da performance de determinados colaboradores dentro da empresa, pois é comum que alguns membros se destaquem mais em uma equipe. Diante disso, outros funcionários competentes podem passar despercebidos devido a uma falta de conhecimento sobre a performance individual dos membros do grupo.

Na correria do dia a dia de empresas, não é difícil negligenciar tarefas ou esquecer de dar o feedback sobre determinado assunto. Por isso, todas as práticas de desenvolvimento de pessoas devem fazer parte de um bom planejamento de RH, inseridas na política interna das organizações.

Ao estabelecer frequência, métodos, requisitos e ferramentas para a avaliação de desempenho, esta se torna então uma ação contínua essencial para fornecer um conhecimento real sobre o rendimento de colaboradores ao longo do tempo.

Além disso, a análise mais próxima de cada um traz efeitos positivos para o próprio indivíduo que está sendo avaliado, promovendo um maior autoconhecimento, capacidade vital para o desenvolvimento.

Engajamento da equipe como um todo

Um processo de avaliação de desempenho eficiente não se dirige apenas aos liderados. Uma boa avaliação tira toda a equipe da zona de conforto, incluindo os líderes.

Embora possa existir certa resistência nesse aspecto, por medo de análises pessoais ou qualquer tipo de retaliação, a escolha por métodos que correm em todas as direções engaja ainda mais a equipe, fortalecendo o espírito de grupo, uma vez que todos estão passando por avaliações.

Sendo assim, a utilização de métodos ultrapassados e focados em culturas autocráticas, em que as figuras de liderança impõem as diretrizes sem a participação do grupo, não será capaz de explorar todo o potencial dessa prática. Ao limitar o processo de avaliação, é possível que os colaboradores se sintam desmotivados, o que prejudica o funcionamento da companhia.

Avaliação de desempenho dos colaboradores por objetivos

Embora seja um método tradicional, envolve gestor e colaborador no alcance de metas, funcionando como um acordo consensual. Dentre os métodos mais conservadores, é o que traz os melhores resultados.

Nesse tipo de abordagem, os objetivos são vistos como alvos que os indivíduos e as empresas querem atingir em um prazo determinado. Eles podem ser individuais, departamentais e organizacionais.

Uma característica imprescindível para esses objetivos é a sua especificidade, além de serem realistas, focados em um período estabelecido e formados por metas menores e gradativas.

Outro ponto importante nesse método é o respeito à ordem dos objetivos, os quais devem ser alcançados de maneira consecutiva, iniciando-se pelos individuais, que serão importantes para alcançar os do departamento e, finalmente, chegar ao ponto máximo que são os de natureza estratégica, afetando a empresa como um todo.

Avaliação 360º

A avaliação 360º desfruta de uma grande popularidade, sendo amplamente utilizada devido ao seu método inovador de avaliar a empresa em todas as direções. As organizações que a utilizam costumam ficar satisfeitas com seus resultados.

No entanto, mesmo sendo um método que ocorre em todos os níveis hierárquicos, ela precisa ser implementada corretamente para que a empresa não perca valor no mercado. É isso que diz um estudo internacional realizado pela consultoria Watson Wyatt, na revista online Exame. Entenda melhor!

O diretor-geral da consultoria no Brasil, Néstor Azcune, aponta alguns equívocos que as empresas cometem e que distorcem os efeitos da Avaliação 360º. São eles:

  • mercantilização das relações, vinculando bônus às avaliações (é importante que avaliação seja para a melhora, em vez de se tornar uma competição);

  • pressa para implementá-la de uma vez — o especialista aconselha que a implementação seja feita aos poucos: 90º (feedback), 180º (avaliação do chefe) e 360º (total);

  • excesso de abertura, expondo colaboradores;

  • negligência à cultura da organização.

Para implementar uma avaliação desse tipo, como a 360º, é preciso já ter uma cultura aberta ao diálogo, pois quanto mais longe ela estiver desse tipo de relação, mais difícil será atingir de fato os 360º.

Autoavaliação

Esse método é bastante interessante pois convida o próprio colaborador a refletir sobre o seu desempenho. Em um primeiro momento, ocorre essa autoavaliação e, posteriormente, aquilo que foi levantado é discutido entre o indivíduo e o seu líder.

Como parte da própria impressão do colaborador, esse tipo de avaliação ocorre de maneira mais sutil, diminuindo qualquer tipo de resistência por parte da equipe. No entanto, é preciso ter atenção para que o profissional saia da avaliação com uma impressão realista, em vez de idealizada ou parcial.

Existem algumas recomendações para ela ter resultados satisfatórios, veja quais são:

  1. ser focada no trabalho em si, mas também no plano de carreira do colaborador;

  2. incentivar o diálogo aberto de colaboradores;

  3. a pessoa que se autoavalia deve fazer questionamentos relevantes;

  4. haver uma periodicidade, podendo ser semestral, anual etc;

  5. documentar as realizações ao longo do período.

Diante dessas diferentes modalidades de avaliação de desempenho dos colaboradores, podemos afirmar que toda a base que constitui esse tipo de prática visa uma melhora constante em todos os níveis organizacionais, isto é, no plano individual, coletivo e estratégico.

Logo, quanto mais a equipe aderir a esse processo, maiores serão seus efeitos positivos no trabalho em geral, tanto do ponto de vista da eficiência quanto da própria satisfação do colaborador.

Que tal começar agora a busca pelo melhor método de avaliação de desempenho para a sua empresa? Entre em contato com a Diagrama Consultoria em Gestão e encontre o que a sua equipe precisa para alavancar de vez!

Deixe um comentário
Share This