Como obter resultados por meio da gestão estratégica de pessoas?

Vamos lá! Queremos fazer algumas perguntas a você. O que você oferece para a sua equipe a fim de obter o melhor dela? Acha que o que ela produz é resultado da sua gestão? Sabe do que se trata a gestão estratégica de pessoas? 

Bom, ainda há gente que acredita que a dinâmica entre empregadores e colaboradores se resume apenas a trabalhar e ser remunerado por isso. Mas as coisas não funcionam dessa maneira, nem na teoria, nem na prática. 

Existe uma famosa frase de um dos teóricos da Administração Clássica, cuja visão já foi até ultrapassada, que aponta para uma realidade do processo de trabalho. Ele diz que o “problema” é que, quando você precisa de um braço (referindo-se ao ato de trabalhar), vem um ser humano junto. 

Essa frase carrega uma visão bastante pessimista acerca do trabalho e pressupõe que o elemento humano é um problema a ser resolvido. No entanto, adaptando-a para a visão que acreditamos ser a mais adequada, ela revela também a principal questão entre empresas e pessoas, que é justamente a complexidade da relação de trabalho. 

Hoje, sabemos que a pessoa não é um problema e, ao contrário do que dizia a Teoria X, de Mc Gregor (sobre o homem não gostar de trabalhar), todos têm um potencial de autorrealização e podem, por meio do trabalho, desenvolvê-lo.

Dessa forma, a força de trabalho representada pelas pessoas é a principal fonte de capital intelectual, cultural, de inovação e de sucesso para o negócio.

Portanto, voltando às perguntas feitas no primeiro parágrafo, a gestão estratégica de pessoas trabalha com a noção de que é preciso obter o melhor da equipe para alcançar os melhores resultados. Aprenda um pouco mais sobre isso nos próximos tópicos e entenda como!

O que é a gestão estratégica de pessoas?

É o conceito que mais se adapta à nova dinâmica organizacional, cujas características são empresas mais competitivas, colaboradores mais conscientes do seu papel, avanço tecnológico e relações horizontalizadas.

Nesse sentido, a gestão estratégica é pautada na transparência. Assim, o colaborador sabe que a empresa precisa do que ele produz e ela, por sua vez, entende que precisa equilibrar suas expectativas com as expectativas do seu funcionário.

Na prática, isso se materializa em uma gestão motivadora, que cria condições para a sua equipe desenvolver seu potencial, o que a torna mais produtiva e qualificada. 

Quais as vantagens de gerenciar pessoas de forma estratégica?

As vantagens envolvidas com esse tipo de gestão são inúmeras, pois o alinhamento entre os objetivos dos colaboradores e as metas da empresa forma o cenário ideal para alcançar o sucesso. Veja agora algumas vantagens específicas!

Atração e retenção de talentos

Na maioria das vezes, a qualificação vem acompanhada de maior senso crítico e capacidade de escolha. Portanto, se a sua empresa quer profissionais diferenciados, é preciso oferecer condições para atrai-los. 

Além de atrair talentos, é preciso também mantê-los motivados a permanecerem na organização. Sendo assim, a gestão estratégica de pessoas, que privilegia a realização humana no trabalho, diminui a rotatividade, conhecida também como turnover

Otimização do capital humano

“Ocasionar circunstâncias mais proveitosas para; retirar o que há de melhor em; aprimorar, melhorar: otimizar o desenvolvimento do produto; otimizar as condições de trabalho.”

Essa definição, retirada do dicionário online, é um dos conceitos-chave de um RH estratégico e pode estar associada a processos, recursos e pessoas. Otimizar o capital humano é extrair dele seu potencial e utilizá-lo a favor dos objetivos da organização e do próprio colaborador. Como sinônimos desse termo, podemos citar potencializar, melhorar e aprimorar.

Equipes de alto potencial

Alto potencial não é o mesmo que alta performance. Segundo o especialista Ryan Ross, sócio da consultora americana Hogan Assessment Systems, alta performance tem a ver com o resultado do trabalho. Já o primeiro conceito diz respeito à personalidade do sujeito, incluindo características como integridade, confiança, humildade, capacidade de tomar decisões, desejo de crescimento etc. 

A performance é importante, mas trata-se de eficiência e, para que a eficiência se torne um talento, é preciso ir além. O olhar diferenciado para a própria carreira é o que faz as pessoas conseguirem resultados surpreendentes e uma visão estratégica para o seu papel em relação aos objetivos da empresa.

Como fazer essa gestão gerar resultados?

O que são resultados? Diminuição de custos? Atingimento de metas diárias? Uma boa avaliação pelos consumidores? Aumento do lucro da empresa? 

Sim, sim, sim e sim. Tudo isso é resultado. Fizemos esses questionamentos para mostrar que saber o que se deseja alcançar é parte da gestão estratégica. Estabelecer metas e controlá-las é o primeiro passo para gerenciar pessoas estrategicamente. 

Contudo, como a ciência por trás de negócios de sucesso NÃO é exata e, sim, um conjunto de fatores atuando ao mesmo tempo, que variam de empresa para empresa, são várias as ações que podem gerar resultados. Conheça, então, algumas delas!

  • Definir missão, visão e valores;
  • Conhecer a cultura organizacional;
  • Criar políticas internas de benefícios;
  • Investir em educação corporativa;
  • Oferecer desenvolvimento pessoal e profissional;
  • Definir metas de curto, médio e longo prazo;
  • Monitorar o alcance de metas;
  • Mensurar resultados;
  • Criar canais de comunicação interna;
  • Fornecer feedbacks periódicos aos colaboradores;
  • Fazer avaliações de desempenho.

Tudo isso gera resultados para a organização e representa algumas das ações de uma gestão estratégica de pessoas. Para que essas ações não ocorram de maneira aleatória ou isolada, estabeleça os principais eixos de gerenciamento e, a partir deles, coloque tudo em prática. 

Conheça os 4 pilares da gestão estratégica de pessoas que vão direcionar a prática e não deixar faltar nenhum aspecto! 

  1. Dar sentido e significado ao trabalho das pessoas;
  2. Trabalho em equipe;
  3. Liderança empoderadora e
  4. Informação e feedback. 

A partir disso, ao criar mecanismos de controle sobre todos os principais processos e ações praticados pela gestão, monitorando seus efeitos, torna-se possível conhecer os resultados obtidos. 

Podemos concluir, então, que a gestão estratégica de pessoas é sobre como criar condições para o colaborador desenvolver seu potencial e utilizá-lo a seu favor e a favor dos resultados da empresa. 

Quer ler mais conteúdos como este? Assine nossa newsletter e saiba como é possível equilibrar uma gestão humana com resultados diferenciados nos negócios! 

 

 

 

Deixe um comentário
Share This