Felicidade no trabalho: é possível? Como conseguir isso?

As relações entre profissionais e empresas vêm sofrendo alterações há algum tempo. Hoje, as pessoas não trabalham apenas para se sustentarem. Alcançar a felicidade no trabalho não é um mero capricho, é questão, inclusive, de saúde física e mental.

Boa parte das empresas reconhece o valor que os seus profissionais têm e o papel estratégico que eles desempenham. Algumas organizações, por outro lado, ainda exercem muita pressão sobre os seus colaboradores, o que os deixam estressados e infelizes.

Por esse motivo, a busca pela autorrealização se faz cada vez mais frequente. Para isso, é preciso ter um ambiente de desenvolvimento pessoal e profissional estimulante e motivador.

Acompanhe o post, a seguir, e descubra outros itens que podem ser úteis na procura pela satisfação no trabalho.

É possível ter felicidade no trabalho

Provavelmente, você já soube de algum caso sobre pessoas que abandonaram um trabalho formal para viverem o sonho de trabalhar de forma independente, com o que realmente desejavam, mesmo que isso implicasse na perda da estabilidade financeira.

A questão é que nem sempre é preciso tomar atitudes radicais para ser feliz no trabalho. Seja edificando o próprio negócio ou fazendo parte da equipe contratada por uma organização, o que importa é estar satisfeito com suas realizações.

É possível encontrar a felicidade no trabalho, desde que se dê a devida atenção a alguns pontos. Por exemplo, é importante não permanecer em uma função que traga, de alguma maneira, sentimentos de frustração e de incompletude.

Trabalhe com o que gosta

O autoconhecimento é fundamental para obter o sucesso em qualquer área da vida. Portanto, descobrir o que você faz de melhor e de maneira prazerosa é o primeiro passo para definir a profissão ideal.

Quando fazemos o que gostamos, temos a motivação para continuar e aprimorar as nossas capacidades cada vez mais. Com isso, o nível de produtividade cresce e o de satisfação também.

Ainda que você não tenha domínio da área que deseja atuar, vale lembrar que a evolução pode ser atingida por meio da prática e de estudos constantes. 

Planeje sua carreira

Um bom empreendedor sabe que para obter sucesso em um projeto é preciso traçar planos e escolher os meios que serão utilizados para que sua estratégia dê certo.

O mesmo deve ocorrer com o profissional que deseja ser feliz em seu trabalho. Saber onde está e aonde deseja chegar é fundamental para conquistar a autorrealização. Afinal, fazer planos é dar sentido às ações.

Foque nos resultados

Por vezes, para chegar a um objetivo, é preciso se submeter a funções que não são totalmente do nosso agrado. Porém, se esse caminho for a mola propulsora que o levará a alcançar sua meta, encare-o como um desafio a curto prazo.

Mantenha o foco nos resultados. O reconhecimento chega por meio de demonstrações da capacidade de entregar o que se espera ou mais.

Esse é um paradoxo que deve ser manejado pelo indivíduo: sentir-se motivado para realizar tarefas, ainda que essas não sejam de sua preferência.

É preciso mirar sempre nos benefícios que esse ato pode trazer, entre eles, a sensação de dever cumprido.

Busque o altruísmo

Muitas pesquisas apontam o quão positivo é fazer o bem para as outras pessoas. Profissionais que trabalham em prol do sucesso do próximo, geralmente, têm maior grau de satisfação que os demais.

Caso você se interesse por trabalhos que envolvam ajudar outrem, invista nisso. Assim, as chances de aumentar a sua felicidade poderão ser bem maiores.

Teste novas tarefas

Fazer algo novo é empolgante, mas buscar a novidade em um trabalho nem sempre é algo fácil. Porém, essa atitude, a longo prazo, pode ser muito satisfatória. Tente aprender uma nova tarefa e desenvolver novos hábitos no seu cotidiano.

Não espere um sinal ou alguém chamar você para fazer algo novo. Busque, você mesmo, a inovação para o seu trabalho.

Recomece

A dúvida sobre qual carreira escolher acomete muitos de nós, principalmente nos últimos anos da adolescência e/ou nos primeiros anos da vida adulta. Por isso, muitos acabam enveredando por caminhos não tão desejados, por acreditarem que um bom salário é o que eles mais precisam para obter sucesso e felicidade.

Porém, na prática, os frutos dessas escolhas nem sempre são satisfatórios. Com o decorrer do tempo, essas pessoas podem descobrir que o velho ditado popular “dinheiro não traz felicidade” tem um fundo de verdade.

No entanto, é preciso ter discernimento e, ao se sentir insatisfeito(a) com o trabalho, repensar a decisão e enxergar novas possibilidades, dentre elas, o recomeço.

Procure sua motivação

Abraham Harold Maslow (1908 – 1970) foi um psicólogo norte-americano que ficou famoso por propor uma pirâmide das necessidades humanas. Ela é formada por cinco níveis (de sua base até o topo): fisiológicas; segurança; sociais; estima e autorrealização. 

Para ele, somos motivados por essas necessidades. Portanto, é preciso não apenas saber o que se deseja, mas também saber o que é necessário para que a motivação esteja presente.

Alguns estudiosos que vieram após Maslow indicam que as necessidades humanas se movimentam de acordo com a situação e o reconhecimento das suas prioridades.

Especialize-se

O profissional que deseja se sentir mais bem preparado para exercer suas funções deve procurar se especializar ao máximo. Cursos de extensão, pós-graduação, palestras, workshops, entre outros, devem ser vistos como investimentos valiosos.

É importante sempre correr atrás de leituras especializadas, escritas por autores de confiança dentro da sua área de atuação.

Além disso, manter-se atualizado e com o networking aquecido, confere mais segurança e, consequentemente, maior motivação àqueles que buscam o crescimento na carreira.

Conquiste uma maior qualidade de vida

A ciência vem mostrando, de diversas formas, como é importante manter o equilíbrio físico para que a mente esteja sempre saudável.

Algumas atitudes refletem no bem-estar diário, como: exercitar-se com regularidade; alimentar-se de forma mais natural, consumindo mais frutas e hortaliças; deixar de lado frituras, doces em excesso e alimentos não nutritivos e, principalmente, dormir de 7 a 8 horas por noite.

Com a mudança de alguns hábitos considerados desfavoráveis à saúde, é possível ter mais energia, melhorar o foco e garantir a produtividade no trabalho. O dia a dia mais feliz será apenas fruto dessas atitudes.

Mesmo seguindo todas as dicas acima, é preciso compreender que a felicidade não é contínua. Nenhum trabalho é perfeito, e ocasionalmente podem existir situações desagradáveis. Todavia, o caminho para manter-se feliz é, certamente, encarar tudo com maturidade.

Para que a felicidade no trabalho seja uma realidade, não se pode ter medo de errar. Somos seres imperfeitos, mas em constante construção. Os erros fazem parte do caminho para o aprimoramento!

Gostou das nossas dicas para ter mais felicidade no trabalho? Então, leia também nosso post sobre coaching e descubra como esse processo pode ajudar a sua empresa nesta busca! 

Deixe um comentário
Share This