Retenção de talentos: sua empresa está preparada?

Encontrar bons profissionais e compor uma equipe de trabalho eficiente e integrada não são tarefas fáceis dentro de uma organização. Por isso, é importante que a empresa esteja preparada para realizar a retenção de talentos.

Se você ainda não tem certeza sobre como a retenção de talentos funciona ou não possui ideia de por onde começar, este conteúdo foi feito para você! Confira!

Saiba que é importante a retenção de talentos

A retenção de talentos é um método de precaução para quem almeja a evolução e o consequente desenvolvimento da empresa. Isso ocorre de forma estratégica, promovendo o engajamento e a fidelização dos profissionais.

Tais resultados podem ser alcançados por meio de práticas específicas, porém constantes, com vistas ao desenvolvimento profissional e pessoal do colaborador, por exemplo.

Toda e qualquer prática para promover a retenção de talentos precisa fazer parte da política de pessoas de qualquer organização e não deve ser tratada como algo isolado, como um programa, por exemplo.

Visto que a retenção de talentos tem por objetivo o cuidado com as expectativas dos profissionais que compõem as equipes empresariais, sempre que a empresa atinge tal objetivo ela conquista resultados que beneficiam toda a organização.

A retenção de talentos tende a colaborar para:

  • redução de custos;
  • retenção do conhecimento;
  • busca de maior qualificação;
  • redução dos índices de rotatividade;
  • aumento do engajamento dos colaboradores e equipes;
  • incentivo à autonomia;
  • desenvolvimento de potenciais;
  • ênfase na busca de resultados.

Como descobrir se a sua empresa está conseguindo reter os seus talentos?

Repare nos sinais para apostar na retenção de talentos

Algumas vezes, fica difícil identificar se a empresa está cometendo algum erro no momento de gerenciar os seus talentos. É por isso que nós separamos alguns sinais de que está mais do que na hora de você incluir a retenção de talentos na sua política de gestão de pessoas.

Observe a sua empresa e tente relacioná-la com as seguintes afirmações:

  • a empresa não possui plano de carreira ou ele é ineficiente;
  • os profissionais estão constantemente desmotivados;
  • a rotatividade de profissionais é alta;
  • o custo com rotatividade de pessoal também é alto;
  • a qualificação dos profissionais não está adequada às expectativas ou às necessidades da empresa;
  • o vínculo da empresa com os profissionais é frágil.

Se você concorda parcial ou completamente com a maioria dessas afirmações, precisa começar a pensar na retenção de talentos da sua empresa!

Mas, como reter talentos nas empresas de hoje?

Dê autonomia aos talentos da empresa

Esse é o primeiro e, talvez, o mais delicado passo para reter talentos porque a autonomia deve ser acompanhada de responsabilidade e maturidade profissional por parte do colaborador.

A autonomia e a responsabilidade claramente definidas e vivenciadas são algumas das formas de gerar satisfação e motivação no trabalho. Afinal, profissionais que podem exercer suas funções com total delegação são mais felizes e também produzem mais.

No entanto, a delegação não pode ser apenas um discurso, ela deve ocorrer de fato. Criar um método de trabalho que permita gerar autonomia e responsabilidade plenas aos colaboradores é um grande passo para reter talentos nas organizações.

Quando o profissional sente que é capaz de realizar o seu trabalho sem interferências e tem liberdade para criar novas possibilidades, ele se sente mais engajado na empresa.

Defina metas claras

Outro ponto importante é amarrar métricas de negócios de uma forma que ajude os talentos a serem mais eficazes em seu trabalho.

A clareza das metas ajuda a gerar pragmatismo no momento de buscar informações, capacitações e habilidades adequadas, o que é muito importante para a correta orientação do colaborador na execução do seu trabalho.

Fortaleça os grupos de trabalho

Os grupos de trabalho devem ser espaços em que os talentos possam desenvolver:

  • cooperação;
  • integração;
  • engajamento;
  • responsabilidade;
  • criatividade.

Por isso, é importante estimular a ideia de que o conjunto de diferentes talentos é melhor do que um talento isolado.

Desenvolva potenciais

Mais do que criar programas de treinamento, o desenvolvimento pleno do potencial das pessoas diz respeito a dar espaço para que elas avancem na empresa.

Com isso, você pode explorar diferentes métodos para incentivar o aperfeiçoamento contínuo e o desejo do desenvolvimento de potencial, como:

  • propor trabalhos desafiadores e estimulantes;
  • estimular o uso da criatividade;
  • dispor de recurso para auxiliar a educação continuada;
  • proporcionar a aplicação de esforços em projetos que despertem interesse e energia.

Desafie os seus talentos

Desafiar os seus profissionais talentosos com cenários diferentes e improváveis pode ser um método valioso para a geração de criatividade.

É preciso estimular as pessoas para que elas possam ir além do óbvio e propor soluções inovadoras. Isso vale desde pequenas melhorias em processos até grandes ideias para novos projetos.

Equilibre flexibilidade e controle

É preciso ser flexível com os seus talentos para que eles se desenvolvam com liberdade, porém focando sempre a missão da sua área e da empresa, sem se tornar improdutivos ou procrastinadores.

Existem algumas atitudes que os gestores podem adotar para gerenciar o desenvolvimento e desempenho dos seus colaboradores, como:

  • participar atentamente da apresentação de resultados dos colaboradores, cuja periodicidade deve ser determinada;
  • atuar na retaguarda da equipe de colaboradores, orientando as suas decisões, sempre que necessário;
  • acompanhar os colaboradores durante o período de treinamento, assegurando a sua certificação e
  • gerar informações apropriadas aos colaboradores sempre que necessário.

É importante que estas ações sejam verdadeiramente realizadas e percebidas como uma forma de contribuição para o desenvolvimento dos talentos.

Promova o respeito

Cordialidade, inclusão e respeito são fatores-chave no cotidiano de uma empresa. Por essa razão se torna tão importante investir esforços na construção de um ambiente de trabalho agradável e com boas relações entre as pessoas.

A cooperação e a colaboração entre membros de uma mesma equipe também são ótimas formas de gerar empatia, respeito e consideração, o que fortalece o grupo, engajando-o fortemente nas suas metas e desafios.

Clareza e honestidade também fazem parte do conjunto de boas práticas que deve ser cultivado na empresa. Para isso é preciso estimular o diálogo aberto e atento entre as pessoas, propiciando a construção constante de novas soluções com base em sugestões.

Elimine barreiras desnecessárias

O excesso de formalidade ou burocracia pode minar e até mesmo desmotivar os talentos da sua empresa. Informação sem valor pode ser um fator gerador de estresse, lentidão e até mesmo insatisfação do seu público interno.

Por isso, é importante eliminar as barreiras desnecessárias de comunicação dentro da empresa, munindo os colaboradores de ferramentas ágeis que facilitem a interação entre as pessoas, como por exemplo:

  • a política de portas abertas (ambiente físico colaborativo e sem portas);
  • sistema de informações enxuto e
  • aplicativos internos para integração e comunicação.

Agora que você já sabe como incorporar a retenção de talentos à sua empresa, que tal compartilhar a sua experiência ou indicar algum método eficiente? Deixe o seu comentário!

Deixe um comentário
Share This