Metas Corporativas: qual o papel do líder para o sucesso delas?

  • Home
  • Liderança
  • Metas Corporativas: qual o papel do líder para o sucesso delas?

Em um mercado tão competitivo — tanto para empresas quanto para profissionais —, falamos muito sobre metas corporativas. Alcançar os números propostos é o que garante o sucesso da empresa. Mas como está sendo difundido esse conceito na sua empresa? Será que a meta tem representado um estímulo ou apenas um número inatingível que desmotiva os funcionários?

Responder a essas questões vai contribuir para que você entenda se os seus líderes estão cumprindo o papel mais importante: o de gerir o alcance das metas com excelência. Somente dessa forma será possível compreender se os esforços estão sendo efetivos para os resultados e trazendo qualidade de vida para o trabalho.

Pensando nesse contexto, fizemos este conteúdo para te ajudar a compreender o conceito de metas corporativas e como os líderes da sua empresa vão contribuir para o sucesso delas. Pronto para começar? Então vamos lá!

Qual é o objetivo das metas corporativas?

Toda empresa precisa alcançar um patamar de faturamento por mês (ou em um dado período). Esse valor é que vai fazer com que a empresa se sustente e invista em vários ramos, como estrutura, inovação e novos projetos. Para chegar nesse faturamento é necessário alcançar uma meta corporativa.

A partir de então, do cálculo do que deve ser produzido versus o custo para a produção, são estabelecidas as metas por unidade, área e equipe.

Estabelecer uma meta corporativa é essencial para que sua empresa consiga chegar a um método de gestão eficiente, capaz de gerir pessoas e alcançar os resultados esperados. Para que seja alcançada com sucesso, é necessário determinar um número justo e factível, condizente com os recursos disponíveis.

Como aplicar o conceito da meta nas equipes?

Ao definir uma meta, todos os líderes precisam estar cientes da importância do atingimento dela. Todos precisam estar igualmente envolvidos nessa causa. Somente dessa forma, será possível que esse conceito seja replicado para os demais colaboradores.

Não se trata de uma imposição, mas de uma forma de demonstrar o que é preciso ser feito para que a empresa continue se sustentando e crescendo. Garantindo, assim, o reconhecimento de cada um e o sucesso da corporação.

Quais são os resultados das metas corporativas para as empresas?

Com o envolvimento e motivação de todos, o estabelecimento e alcance das metas corporativas garantem o total sucesso da empresa. Esse é o resultado que importa para uma instituição: a satisfação profissional de todos aliada ao sucesso financeiro.

Para falarmos sobre o resultado das metas corporativas, precisamos entender a diferença entre os conceitos de objetivo e metas:

  • objetivo: o resultado a ser atingido, definido de forma ampla e aberta;
  • metas: o objetivo traduzido em números e prazos.

Em exemplos simples podemos dizer:

  • objetivo: aumentar o faturamento;
  • meta: atingir o faturamento 30% maior do que a média dos últimos 6 meses, até dezembro de 2018.

Assim, fica mais claro para que você consiga entender por que as metas bem estabelecidas e pensadas de forma estratégica vão fazer com que você alcance aquele resultado que tanto deseja.

Como elaborar as metas corporativas?

Já falamos que é necessário pensar de forma estratégica e elaborar metas factíveis ao negócio. Mas podemos ir além. Ao definir metas, é preciso considerar que sua empresa gere pessoas. Logo, entender os seus limites e respeitá-los é algo essencial para que seja definida uma meta justa para todos.

Para contribuir com esse momento, uma metodologia muito conhecida tem ajudado a muitos empreendedores e diretores na definição das metas em suas empresas: é a chamada SMART. A sigla em inglês resume tudo que é preciso para que uma meta seja estabelecida corretamente. Veja o seu significado:

S – Specifc (Específica)

Significa definir uma meta específica, divulgável aos seus funcionários. Nada de determinar uma meta entre 20 e 30, por exemplo — o valor deve ser exato. Não fazer essa definição de forma clara fará com que os colaboradores não saibam medir suas performances.

M – Measurable (Mensurável)

Você vai precisar medir o alcance desta meta. Por isso, foque em números que possam ser medidos e acompanhados por todos os envolvidos. Caso contrário, até a credibilidade da empresa pode ser abalada entre os colaboradores. A medição precisa ser justa e igualitária a todos. Seja objetivo!

A – Attainable (Atingíveis)

Como já falamos, estabeleça metas corporativas plausíveis. Somente assim será possível chegar aos resultados, mantendo a motivação e empenhos dos colaboradores para o alcance dos objetivos.

R – Realistic (Realistas)

Seja realista! Não estabeleça uma meta superior à capacidade operacional. Não adianta querer crescer em 30% sem oferecer insumos para que os colaboradores consigam produzir 30% a mais.

T – Time-Bound (Temporizáveis)

Defina um prazo para o alcance da meta. Sem esse prazo, todos os outros itens perdem em objetividade.

Qual é o papel dos líderes no alcance das metas?

Os líderes têm o papel de proporcionar condições para que os demais colaboradores consigam galgar os resultados almejados. Por mais que as metas sejam determinadas corretamente, os gestores têm uma função fundamental: eles que vão transformar os colaboradores em uma equipe de alta performance.

O trabalho deles vai desde replicar da forma adequada até gerir as pessoas. Toda essa atuação deve ser resumida em:

Contribuir

Ele precisa contribuir para o alcance das metas e não somente delegar e cobrar. Durante o período de execução, é comum que os colaboradores precisem do apoio de quem está na liderança para concluir alguma atividade ou desenvolver uma capacitação.

Gerir

Para a gestão eficiente, é preciso cobrar de forma humana e oferecer um ambiente agradável e motivacional. A pressão em excesso pode desestruturar os profissionais e isso só vai prejudicar os resultados da empresa.

Acompanhar

Os colaboradores precisam ser acompanhados. Sempre dê feedbacks sobre o quanto eles estão próximos ou distante da meta. Se possível, ofereça ferramentas para que eles próprios possam acompanhar os resultados. Ao aplicar feedbacks, seja construtivo: mostre ao colaborador o que precisa ser feito para conseguir recuperar o que foi perdido.

Tão importante quanto estabelecer as metas é a atividade do líder no gerenciamento de rotina. Sem que os objetivos da empresa estejam bem enraizados no dia a dia de todos, é impossível fazer com que os colaboradores sintam-se no dever de contribuir para o alcance desses resultados.

Se você ainda não se sente preparado para estabelecer as suas metas corporativas ou está precisando desenvolver melhor o perfil de liderança da sua empresa, conte com o nosso apoio! Entre em contato conosco e veja como podemos ajudá-lo nesta missão!

Deixe um comentário
Share This