Pensar na qualidade de vida dos funcionários é um investimento para a empresa

  • Home
  • RH Estratégico
  • Pensar na qualidade de vida dos funcionários é um investimento para a empresa

Estresse, pressão, falta de reconhecimento, problemas de relacionamento etc. Esses são impasses que assolam trabalhadores em muitas empresas. Resolvê-los pode não ser tão complicado quanto parece. Investir na qualidade de vida dos funcionários é a chave para que se tenha uma equipe satisfeita e engajada.

Para tanto, as organizações precisam reconhecer a importância de seus colaboradores em seu processo de crescimento no mercado. E assim, despender esforços contínuos para garantir o bem-estar dos funcionários.

Acompanhe o texto, a seguir, e veja como o cuidado com os trabalhadores de uma empresa pode ser benéfico, tanto para eles quanto para a companhia. Boa leitura!

Importância da qualidade de vida no trabalho

A preocupação com o bem-estar do funcionário é um fator relativamente novo dentro das empresas brasileiras. Antes, a atenção de gestores e diretores estava mais concentrada nos investimentos em instalações e na eficácia de processos.  

Entretanto, percebeu-se que a realização e satisfação dos colaboradores no trabalho pode gerar aumento nos níveis de produtividade e, consequentemente, melhorar o posicionamento da corporação no mercado.

De uma maneira geral, as pessoas passam em torno de 70% das suas vidas em seus locais de trabalho. Dessa forma, se há um bom ambiente, companheirismo entre os colegas de trabalho, identificação entre os valores da empresa e os do empregado e se a liderança for inspiradora, haverá grande impacto na percepção do sujeito sobre sua qualidade de vida.

Portanto, a organização que investe no equilíbrio entre vida profissional e pessoal de sua equipe não só demonstra o cuidado com o seu time, mas também passa a ser admirada e cobiçada no cenário empresarial, retendo e atraindo novos talentos.

Ações para aumentar a qualidade de vida dos funcionários

A gestão de pessoas é uma área que tem ganhado bastante força no âmbito organizacional. Isso porque notou-se que as competências desses profissionais especializados auxiliam no planejamento e na execução de ações voltadas para o aumento na qualidade de vida dos funcionários.

Todavia, para que tais intervenções sejam colocadas em prática, se faz necessário a conscientização e o envolvimento das lideranças. Assim, se garante a aprovação dos investimentos e a possível implantação de projetos de mudança na cultura organizacional.  

Listamos, abaixo, algumas ações que podem ser inseridas no dia a dia dos colaboradores.

Ginástica laboral

Realizada no horário de trabalho, a ginástica laboral é uma série de exercícios e alongamentos que visam fortalecer a musculatura e evitar lesões por esforço repetitivo. Ela é feita em grupo e deve ser orientada por um profissional da Educação Física. A ginástica reforça a interação entre os colaboradores e age diretamente na saúde da equipe.

Convênios com academias de ginástica

Não é novidade que os exercícios físicos feitos de forma regular evitam doenças e aumentam a expectativa de vida. Firmar parcerias com academias é uma ótima maneira de incentivar funcionários a praticarem essas atividades.

Os convênios com academias próximas à empresa permitem que os colaboradores façam seus treinos no horário de almoço, antes ou depois do trabalho.

Criação de espaços para descanso

Pesquisas apontam que as pausas durante o expediente são práticas dos profissionais mais produtivos. Disponibilizar espaços nos quais o funcionário pode ter um momento de descanso, demonstra que a organização respeita os limites de cada um e quer vê-los longe da fadiga física e mental.

Promoção da saúde

O estilo de vida influencia muito no bem-estar do indivíduo. Portanto, um bom plano de saúde pode ser oferecido como benefício. A empresa também pode promover avaliações física e nutricional, bem como formar grupos de corrida e caminhada.  

Alguns convênios disponibilizam profissionais para que façam palestras de conscientização e incentivo às práticas saudáveis, como alimentação equilibrada, atividade física e outras ações que garantem melhoria na qualidade de vida.

Bolsas de estudo

Contribuir para o crescimento pessoal e profissional dos funcionários assegura uma maior satisfação com a organização e os fideliza. Oferecer esses benefícios geram o engajamento e a motivação.

As bolsas de estudos, bem como os treinamentos, contribuem para o aumento do conhecimento e fomentam o pensamento crítico, maximizando, assim, os resultados da empresa.  

Horários flexíveis

A multiplicidade dos compromissos diários consome tempo e energia das pessoas. Ter um horário flexível, que permita aos profissionais resolverem suas questões fora do trabalho, sem que sejam penalizados por isso, é de grande utilidade para alinhar agendas e contribui no desempenho do colaborador.

Home office

A situação precária do transporte público e os engarrafamentos nas vias são problemas que geram irritação e cansaço na maioria das pessoas. O tempo gasto em locomoção pode ser muito melhor aproveitado caso não se tenha que lidar com essas questões no cotidiano.  

Por isso, outra vantagem que melhora a qualidade de vida dos funcionários é o home office — o trabalho em casa. E os motivos são de fácil entendimento: realizar o trabalho no conforto do lar e ainda aumentar o período de lazer e/ou de convívio com a família.

Reconhecimento

Profissionais de qualquer área gostam de se sentir valorizados. Ter o trabalho reconhecido é a garantia de que se está no caminho certo. Dessa forma, investir em bonificações também ajuda na promoção da qualidade de vida.

Contudo, o reconhecimento precisa ser palpável. Pode-se ofertar um plano de carreira e salário sólido, remunerações bônus, viagens, folgas extras etc.

Benefícios gerados pelo investimento

Investir na qualidade de vida dos funcionários faz com eles se sintam integrados e parte de um todo. Aumenta a confiança na organização e melhora a relação com líderes e colegas de trabalho. Isso é essencial para que a empresa atinja os objetivos e evolua.

Além dos benefícios citados ao longo deste post, existem vários outros como queda do absenteísmo, aumento da lucratividade e melhora no clima organizacional.

Profissionais felizes se dedicam mais às empresas. Por isso, os investimentos no bem-estar dos funcionários geram impacto direto no resultado dos negócios. O estado emocional interfere positiva ou negativamente na produtividade do indivíduo. E sentir-se bem consigo e com o seu local de trabalho é a condição ideal para trazer eficiência às atividades laborais.  

Se preocupar com a qualidade de vida dos funcionários é reafirmar o comprometimento da corporação com seus colaboradores e buscar o sucesso, se ocupando do maior capital que a empresa tem — o humano.  

Este post foi útil para você? Então, assine nossa newsletter e receba em primeira mão nossas novidades!

Deixe um comentário
Share This