Tecnologia em RH: conheça 5 ferramentas que auxiliam o dia a dia

A tecnologia em RH é uma tendência que veio para ficar, mudando a forma de gerenciar empresas e pessoas. Dentre muitos dos efeitos que essa união trouxe para o mundo dos negócios, podemos destacar a otimização de recursos e a modernização de processos, que tornam o trabalho mais adaptado à realidade atual.

Nesse sentido, há uma grande variedade de ferramentas capazes de transformar o RH, simplificando a rotina do departamento e deixando mais tempo para funções estratégicas.

Assim, o setor que durante muito tempo se ocupou com funções basicamente burocráticas, ganha outro sentido no meio organizacional. 

Outra característica importante associada à essa união entre a tecnologia e a área de Recursos Humanos é o aumento na capacidade de controle dos processos, o que torna as ações mais certeiras e alinhadas com estratégias externas.

Confira agora 5 ferramentas que auxiliam no dia a dia de empresas e melhoram a performance dos negócios.

1. Banco de talentos

O RH tem como uma de suas principais frentes de atuação a parte de Recrutamento e Seleção, sendo responsável pelos processos seletivos e todas as etapas relacionadas à contratação de novos colaboradores. Com isso, parte de suas tarefas consiste no recebimento e organização de currículos. 

A automatização desse processo traz agilidade e assertividade para o recrutamento, criando um banco de talentos que servirá como base para todos os processos seletivos realizados.

A cada vaga, novos talentos são inseridos em um banco unificado, além daqueles que já estão armazenados, enriquecendo cada vez mais as possibilidades de contratação de maneira simplificada.

2. Avaliação comportamental

Encontrar a pessoa certa para o cargo em aberto é o que todo recrutador deseja, embora saiba também que é uma tarefa que envolve certo grau de subjetividade, não sendo uma ciência exata. Pensando nisso, buscaram-se métodos mais objetivos e que, de fato, revelassem dados relevantes sobre o perfil de candidatos. 

Com isso surgiram os softwares de avaliação comportamental, que podem ser diferentes entre si, variando de acordo com as características avaliadas, método, formato, etc. 

Segundo o especialista em liderança positiva e professor da Business School de São Paulo, Gilberto Guimarães, em matéria da revista EXAME, existem ferramentas que avaliam preferências comportamentais, formas de execução de tarefas, personalidade, estilo de liderança e até mesmo os que detectam atitudes psicóticas. 

Ainda de acordo com ele, a necessidade de um método assertivo na escolha de candidatos oferece algo além do que conhecemos como feeling, que vezes pode ser influenciado pela afinidade ou empatia do recrutador com o candidato, que levam a um padrão de escolhas pouco variado e, às vezes, equivocado.

3. Plataforma de vagas online

As plataformas de vagas online são ferramentas que já fazem parte das alternativas que os departamentos de RH recorrem, assim como os próprios candidatos. Com elas, é possível atingir um número maior de pessoas e como segmentar o público para o qual as vagas estão sendo divulgadas. 

Com o aumento da procura por esses recursos, há muitas plataformas disponíveis na internet, que possuem perfis variados e oferecem formatos, linguagem e público singulares. Essa variedade possibilita escolhas mais adequadas.

Algumas delas trabalham com base em algoritmos, analisando a compatibilidade entre candidatos e empregadores. Outras, focam em um determinado tipo de área, como prestação de serviços na área de Design, Marketing, TI, Engenharia etc. 

No dia a dia do RH, essa facilidade em ter apenas um canal que garanta resultados satisfatórios, com candidatos compatíveis, rapidez e simplicidade, otimiza o tempo gasto em processos seletivos, agilizando a produtividade do setor.

4. Sistemas com informações integradas

A área de Recursos Humanos tem dados valiosos em mãos e que podem gerar conhecimento. Porém, sem uma integração desses dados, fica impossível utilizá-los a favor dos negócios.

Além de funções básicas como a simples unificação de informações em um mesmo sistema, a tecnologia proporciona a utilização dessas informações para processos mais estratégicos.

Esse é o caso de softwares desenvolvidos especialmente para a gestão de empresas, que podem integrar, por exemplo, a avaliação de desempenho, geração de relatórios para análise do retorno sobre investimentos, índice de turnover, análise de indicadoresentre outros aspectos. 

A interação entre a inteligência humana e a capacidade de síntese e análise de máquinas e programas transformam a maneira de trabalhar, trazendo resultados de excelência para qualquer tipo de estabelecimento. Com o auxílio desses instrumentos, as metas planejadas se tornam uma realidade concreta. 

Assim, o RH ganha um papel estratégico na empresa, alinhando ações internas com objetivos externos. Em outras palavras, ele avalia o impacto dessas ações, interna e externamente, buscando a melhor maneira de harmonizar essas duas dimensões sem que se tornem isoladas ou incoerentes. 

5. Treinamento e desenvolvimento

Outro enfoque essencial para um RH eficiente é o desenvolvimento constante de colaboradores. Muitos especialistas afirmam até que a capacitação de pessoas é a principal tendência do futuro no mundo corporativo, sendo responsável tanto pelo crescimento de empresas quanto pela satisfação de colaboradores, fatores que estão quase sempre atrelados.

Assim como as outras frentes de atuação do RH, essa área também se utiliza dos benefícios da interação entre tecnologias avançadas e pessoas. Fazem parte desse universo de desenvolvimento no ambiente profissional as seguintes modalidades: 

  • desenvolvimento de lideranças;
  • coaching;
  • treinamentos motivacionais;
  • mentoring. 

Há empresas que investem em consultorias de gestão, adquirindo serviços que o negócio sabe que precisa investir e não se sente completamente preparado para planejar e executar. O enfoque desses treinamentos varia sempre de acordo com as necessidades da organização, assim como os instrumentos utilizados. 

A inovação por meio de recursos digitais, por exemplo, é um tipo de ação que requer treinamento da equipe para lidar com novas ferramentas, para que seja possível, assim, extrair todo o potencial dessa interação.

A tecnologia em RH é a representação mais clara, no contexto organizacional, da satisfação de necessidades humanas pelos meios digitais. Portanto, podemos afirmar que essa relação será sempre delineada pela experiência das pessoas, bem como suas demandas. 

O que você achou deste conteúdo? Se quiser saber mais sobre essa interação entre a tecnologia e a gestão de empresas, siga nossas páginas nas redes sociais! Aproveite para conhecer nossos canais no Linkedin, Facebook e Instagram

Blog Comments

Excelente texto, parabéns! O RH é um pilar de extrema.importância para uma organização alcançar seus objetivos estratégicos. É essencial ter ferramentas de gestão que auxiliem ao RH tomar decisões mais assertivas.e focar no desenvolvimento das equipes. Sucesso!

Obrigada por sua contribuição Aurilene! Realmente o RH Estratégico só tem a agregar para a realização humana no trabalho. Com isso, as empresas conseguem alcançar suas metas com mais leveza e retidão. Abraço.

Deixe um comentário
Share This